Marketing para médicos: Aprenda algumas estratégias importantes.

As estratégias de marketing para médicos são essenciais para destacar os diferenciais dos profissionais de saúde, tendo um papel importante tanto na atração quanto na fidelização dos pacientes.



Com a estratégia correta conseguimos gerar credibilidade do profissional de saúde no mercado, fortalecendo sua autoridade.


“O grande desafio para o médico, em um primeiro momento, é perceber como as ferramentas do marketing podem trazer avanços significativos ao seu trabalho, com o objetivo de gerar uma imagem de confiança e aumentar a percepção de um serviço de qualidade entre os pacientes.”


Entenda as principais estratégias de marketing para médicos usadas:


O e-mail marketing é uma estratégia essencial para qualquer profissional que deseja investir no relacionamento com os pacientes, mantendo o contato de forma contínua.


Na área da saúde, o envio de mensagens personalizadas por e-mail pode trazer diversas vantagens, como aumento do número de retornos, maior retorno financeiro para o médico, extensão do atendimento para além da consulta, entre outros.


Canais como WhatsApp ou Messenger, nem sempre entregam mensagens para pacientes que não possuem seu contato adicionado, diferente das mensagens enviadas por e-mail.

Além disso, muitos profissionais de saúde ainda não investem nesse canal, portanto, há menos concorrência pelos pacientes.


O curso de marketing médico, por exemplo, traz estratégias práticas para clínicas e consultórios, além de abordar sobre as principais regras de marketing do CFM (Conselho Federal de Medicina).


Redes sociais

Ter presença nas redes sociais é quase uma regra no mundo pós-digital. Talvez você não tenha um Instagram, mas provavelmente tem um Facebook, ou participa de algum fórum de discussões na internet.


Assim como a maioria da população mundial, seus pacientes acessam as redes sociais todos os dias.


Se o seu objetivo é fidelizá-los e fazer com que não se esqueçam do seu serviço, você precisa ter uma presença online, seja por meio de um site, perfil profissional no Instagram e Facebook, entre outros.


Marketing de Relacionamento (CRM)


Você conhece a sigla CRM como o número da sua inscrição no Conselho Regional de Medicina, certo? No marketing, CRM tem um significado bem diferente.


Também conhecido como Customer Relationship Management, em português, Gestão de Relacionamento com o Cliente, o CRM tem como principal função otimizar processos de fidelização de clientes.


Ele é fundamental por tornar a jornada do paciente mais agradável possível.


Ou seja, um sistema com funcionalidades exclusivas para melhorar o relacionamento com os clientes.


Produção de conteúdos educativos


A produção de conteúdos educativos é essencial para educar seus pacientes sobre o cuidado com a saúde, assim como incentivá-los em seus tratamentos.


Hoje em dia, é possível enviar conteúdos por meio de diferentes canais, como redes sociais, e-mail marketing, site médico e Google Meu Negócio.


Podemos citar alguns canais:


Youtube: o consumo de vídeos aumenta cada vez mais, e essa tendência não é diferente na área da saúde.


Blog: se você está lendo este artigo, provavelmente já conhece nosso blog. Nele você irá encontrar eBooks, checklists e artigos sobre diversos temas, como marketing, gestão financeira, Telemedicina, entre outros;


Podcast: Um meio exclusivamente em áudio para divulgar informações relevantes.


Investimento em anúncios


Por último, mas com certeza não menos importante, investir em mídia paga ou em anúncios é uma das estratégias mais utilizadas.


Muitos profissionais possuem receio em investir em anúncios, por não saberem se realmente vale a pena, ou se trará um retorno financeiro significativo.


Porém, o investimento em anúncios é uma das maneiras mais fáceis de atrair novos pacientes, principalmente com o Google Adwords, também conhecido como Google Ads.


O Google Ads é a maior ferramenta de links patrocinados da internet. Ela funciona da seguinte forma:


Você escolhe palavras-chaves para seu anúncio, como “cardiologista em Goiânia”. Cada palavra-chave possui um custo, mas seus anúncios só serão cobrados por cada clique que receberem.


Imagine que 30 pacientes tenham clicado no seu anúncio. Isso significa que o custo do anúncio será 30 vezes o valor da palavra-chave. Se esse custo for 30 reais, e suas consultas custam, em média, 100 reais, todo o investimento em anúncios já foi coberto.


A principal vantagem de investir em anúncios, seja no Google ou em qualquer outro site, como Instagram e Youtube, é que eles são os primeiros resultados que aparecem para as pessoas.


Ou seja, é uma estratégia essencial para os médicos que buscam aumentar a cartela de pacientes.


Como comentamos no início do conteúdo, o marketing médico é importantíssimo não como uma propaganda, mas como uma ferramenta de promoção do cuidado com os pacientes.


Por isso, caso tenha visto que alguma estratégia pode funcionar para seu serviço médico, não hesite em estudar mais sobre o assunto e implementá-la!


Lembre-se que independentemente de qual estratégia você decida implementar no seu consultório, o mais importante é manter a consistência.


Afinal, o marketing médico traz resultados a longo prazo, por isso, é essencial que você mantenha uma frequência de comunicação nos canais que escolher.


Diferente do que muitos pensam, a experiência do paciente com seu serviço médico não começa na consulta, mas desde o momento da busca por um profissional.


Isso significa que em um primeiro momento, você precisa atrair seu cliente, para depois poder atendê-lo como paciente, e no final, voltar a fidelizá-lo como um cliente do seu serviço.